Planejar as atividades de sua semana pode ajudar a viver a vida mais tranquilamente – mas programar demasiadamente suas tarefas diárias pode torná-lo neurótico e estressado. A melhor forma de aproveitar os benefícios do planejamento diário e semanal é assumir uma postura mais permissiva, para entender como uma rotina mais espontânea pode funcionar para o que você planeja. Como fazer isso? Seja intencional, mas flexível. Decida previamente onde você quer chegar, mas aceite que sua rotina pode mudar ao longo do dia. Redefina a meta de 100%. Para a maioria das pessoas, um bom dia é quando elas cumprem de 60 a 70% de sua programação. Pense que o dia “perfeito” é aquele em que você faz as melhores escolhas possíveis, e não o que finaliza tudo que programou. Não encare seus planos como uma prova. Se sua satisfação pessoal depende de como você cumpre seu planejamento, você está em terreno acidentado. A vivida deve ser vivida, não somente “cumprida”.

Adaptado de “How to Stop Overplanning (Even If You’re a Perfectionist)”, por Elizabeth Grace Saunders

Share with your friends









Submit