Produtividade

Somos capazes de nos concentrar em alguma coisa neste momento?

Maura Thomas
23 de julho de 2020

Após semanas vivendo essa nova realidade de ordens para ficar em casa, o trabalho remoto e sendo constantemente bombardeados com notícias de como as coisas podem ficar ruins, todos nós estamos nos acostumando a novas formas de conduzir os negócios. Para muitos, um resultado negativo é a enorme dificuldade que estamos enfrentando em encontrar o foco necessário para sermos produtivos. Isso significa que a prática da gestão da atenção é primordial, não apenas para aumentar nossa produtividade, mas também para cultivar nossa paz de espírito.

Leia também:

Para desenvolver equipes ágeis, garanta estabilidade empresarial

Por que você sente tanta falta dos amigos

A prática da gestão da atenção diz respeito a manter o controle sobre para onde sua atenção é direcionada e reconhecer quando ela está sendo desviada, seja por distrações externas, seja por pensamentos internos erráticos, ruminações ou ansiedade. Quanto mais nos tornamos conscientes de nossas distrações, mais facilmente conseguimos gerenciá-las. Para a maioria de nós, a distração se tornou um hábito, e o primeiro passo para a mudança de hábito é a conscientização, porque não podemos mudar um hábito que não percebemos ter.

Em primeiro lugar, você deve reconhecer o que causa distração. O que está chamando sua atenção agora? Você tem filhos em casa? Seriam os pratos empilhados na pia, ou aquela notificação que acabou de aparecer no seu telefone? Após identificar para onde sua atenção está indo, você poderá tomar atitudes para redirecioná-la. Veja como a prática da gestão da atenção pode ajudar com três dos ímãs de atenção mais comuns no momento: seus filhos, seus afazeres e seus pensamentos.

Seus filhos

Como praticar o gerenciamento da atenção para realizar um bom trabalho em uma casa repleta de pessoas que precisam de você?

Se você tem filhos mais velhos em casa, pode usar as mesmas técnicas de gerenciamento de atenção que recomendo para o trabalho em escritório: coloque uma placa, feche a porta ou estabeleça outro sinal para quando você não puder sofrer interrupções (exceto para situações de emergência). Um quadro branco ou lousa é útil para as crianças informarem do que precisam assim que você fizer uma pausa. Esse tempo de “não perturbe” funciona melhor em incrementos de dez minutos a uma hora, seguido de uma pausa em que você verifica do que as outras pessoas da casa estão precisando.

Se sua tarefa é cuidar de crianças pequenas ou de outras pessoas que exijam monitoramento mais frequente, uma estratégia diferente é necessária. Faça uma lista de tarefas, se ainda não tiver uma, e separe-as entre tarefas que exigem pouca atenção (como navegar por canais de comunicação ou fazer pedidos online) e tarefas de maior atenção e que consomem o que chamo de “combustível cerebral” (como escrever artigos, analisar dados e criar  oportunidades de negócios para esta nova realidade).

Se houver outro adulto em casa, trabalhe em turnos, onde um fica responsável pelas crianças por uma hora ou duas, enquanto o outro trabalha sem interrupções durante esse período, e assim alternadamente. Quando você for o principal responsável pelas crianças, mas tiver breves períodos em que elas estiverem ocupadas, realize as tarefas que exigem pouca atenção. E, quando tiver uma folga das crianças, é hora de enfrentar as tarefas de maior atenção. Mesmo assim, divida-as em partes menores e seja detalhista para não ficar sobrecarregado. Por exemplo, em vez de incluir o item “escrever artigo” na lista, coloque “identificar os três pontos principais do artigo”. Isso vai deixar o início mais fácil, o que poderá dar mais gás para você continuar.

Se você é a única pessoa responsável em uma casa com outros que precisam de supervisão mais constante, ajuste suas expectativas e demonstre a si mesmo a mesma compreensão que demonstraria a alguém na sua situação. Reconhecer nossas limitações e se adaptar a elas, será uma das ferramentas mais úteis para superar esse período.

Seus afazeres

Quando você se vê distraído não com outras pessoas, mas com o ambiente doméstico – pensamentos inoportunos como: “Seria melhor eu lavar a roupa” ou “Acho que vou fazer uma boquinha” ou “Já está na hora de passear com o cachorro?” – aproveite para tirar alguma vantagem disso. Atividades mais físicas, como passear com o cachorro ou esvaziar a máquina de lavar louça, proporcionam alívio depois de passar um tempo envolvido em tarefas majoritariamente “cerebrais”, como ler, escrever e colaborar com outras pessoas.

Planeje essas pausas e as utilize como uma recompensa. Por exemplo, se você está tendo problemas para iniciar o artigo que precisa escrever, determine que “assim que eu identificar os três pontos do artigo e esboçar a introdução, poderei levar o cachorro para passear”. Tentar afastar todos os pensamentos pessoais ao trabalhar em casa consome uma quantidade enorme de energia, além de ser desnecessário. Em vez disso, vincule essas tarefas pessoais a atividades importantes de seu trabalho, para que seus dias sejam produtivos, tanto no âmbito pessoal quanto no profissional, e você ainda terminará o expediente sentindo-se mais revigorado e energizado por ter feito pausas adequadas ao longo do dia.

Seus pensamentos

Além de ajudar a manter um alto nível de produtividade, a prática da gestão da atenção também lhe ajudará a reconhecer quando seus pensamentos começam a ficar mais carregados, gerando ansiedade. Em tempos como o nosso, é fácil ficar remoendo o que pode acontecer. É fato que o planejamento é importante, mas a mídia exagera as notícias negativas; portanto, o que começa como uma simples pesquisa logo pode nos conduzir a um estado de ansiedade e preocupação sobre “a pior das hipóteses”.

Quando você pratica a gestão da atenção, pode passar a reconhecer quando sua ansiedade está alterando sua perspectiva. Uma pandemia global pode fazer com que nos fixemos em pensamentos angustiantes. Como isso pode afetar nosso trabalho? Nossa família? A economia? Fato é que nunca saberemos o que acontecerá no futuro, mas permitir que nossos pensamentos fiquem estacionados nos piores cenários também não ajuda em nada. Em vez disso, a combinação de um planejamento minucioso, aproveitando as oportunidades de ação e o foco intencional nas coisas boas que podem surgir em situações difíceis, ajudará a amenizar nosso medo, elevando o nível geral de otimismo.

Se você já pensou em começar um diário de gratidão, agora seria um ótimo momento. Não precisa ser nada complexo. Você pode – no início ou no fim do dia (ou em ambos!) – escrever três coisas positivas sobre sua jornada. E não precisam ser episódios excepcionais. Dar um passeio no meio do expediente, retomar o contato com um velho amigo, valorizar um aspecto específico do seu bem-estar físico – ou seja, direcionar a atenção para coisas positivas – mudarão sua perspectiva. Melhor ainda, devemos aproveitar essa oportunidade para expressar gratidão aos outros com mais frequência. A cientista comportamental Francesca Gino escreve: “A gratidão nos permite desfrutar de experiências positivas, lidar com circunstâncias estressantes e ser resilientes diante dos desafios”.

Sua capacidade de concluir tarefas profissionais importantes depende menos de onde você trabalha e mais de como você trabalha. As técnicas de gestão da atenção são tão úteis em casa quanto no escritório. Reconhecer como e quando sua atenção está sendo desviada é o primeiro passo para recuperar o controle. Só então você poderá gerenciar intencionalmente essas distrações, utilizando-as para equilibrar suas responsabilidades e promover ações positivas.


Se o nosso conteúdo gratuito lhe ajuda a enfrentar esses desafios, considere ser um assinante da HBR. A assinatura é a melhor forma de apoiar a criação desses recursos.


Maura Thomas é uma premiada palestrante e instrutora, especializada em produtividade individual e corporativa, gestão da atenção e equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Thomas é palestrante do TEDx, fundadora do RegainYourTime e autora dos livros “Personal productivity secrets, “Work without walls”, e “Attention management”. É presença constante nos principais veículos especializados em negócios, e foi reconhecida como uma das Maiores Palestrantes de Liderança de 2018 pela Inc. Magazine.   

Compartilhe nas redes sociais!

replica rolex